Aprenda sobre Tom e Semitom com Tom e Jerry

tom e semitom
Fala tecladista! Como você está? Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para te mostrar algo que é super útil e usado no meio musical: tom e semitom.
Será que você já ouviu falar a respeito?
Nesse momento, vamos conversar melhor e nos aprofundar no assunto de uma forma bem divertida, estudando com a ajuda dos nossos amigos Tom e Jerry!
Sei que parece meio sem sentido estudar dessa forma e você pode estar até se perguntando:
“Tá mas Raquel, eu já ouvi falar sobre esse tema, até sei um pouco. Vai valer a pena ir até o final do artigo? O que o Tom e Jerry tem haver com esse assunto?”
Por mais estranho que possa parecer, posso te garantir que vai valer a pena cada segundo do seu tempo, e você já vai entender o porque!

Para começarmos a entrar nesse Universo, veja algumas das dúvidas mais comuns a respeito desse assunto:

  • Qual a diferença entre eles?
  • Afinal, o que realmente é tom e semitom, na música?
  • O que preciso saber para aplicar o conhecimento de tom e semitom em qualquer nota?
  • Tem alguma coisa a ver com “aumentar” ou “diminuir” o tom de uma música?

FIQUE TRANQUILO, pois todas estas perguntas serão respondidas até o final deste artigo!
Veja bem, minha ideia é te mostrar como utilizar tom e semitom de forma simples.
Você vai encontrar por aí muitos materiais tratando do tema de maneira bem formal e técnica, porém, nós vamos deixar o assunto mais agradável e divertido de estudar.
Então, para os músicos de plantão, venha e divirta-se com a gente! 😀

Aprenda a tocar sua primeira música no piano, completamente do zero…

Clique aqui e saiba mais

O QUE É TOM E SEMITOM?

O que é tom e semitom?
Bom, entender o conceito sobre tom e semitom é algo bem simples!
Porém, algo que é um pouco mais complicado (mas não digo difícil), é entender EXATAMENTE o que eles são, por isso vou fazer de tudo para garantir que você aprenda.
Então, vamos lá!
Tom e Semitom são duas unidades de medida, ou seja, são maneiras de medirmos a distância existente entre uma nota e outra.
Vamos pensar nisso através de um exemplo:
Imagine que você mora em Curitiba e deseja fazer uma viagem de férias para São Paulo. Certamente, antes de sair de casa seria interessante saber qual é a distância entre essas duas cidades.
Agora eu te pergunto: qual a medida utilizada para medir a distância entre duas cidades? A resposta é quilômetros (km).
Mas então qual a distância, em quilômetros, entre essas duas cidades?
Vamos falar com mais exatidão! Entre a cidade de Curitiba e São Paulo, segundo o Maps, temos 416,9 km de distância.
Veja na imagem abaixo:
Curitiba a São Paulo
Na música acontece o mesmo, porém em uma outra linguagem.
Imagine que a cidade de Curitiba representa a nota e a cidade de São Paulo, a nota .
Entre essas duas notas também existe uma distância, que ao invés de quilômetros, é medida através do tom e semitom.
Dó e Ré
Se você tocar a nota dó e depois a nota ré no instrumento, vai perceber que o som é completamente diferente
Isso ocorre porque, obviamente as notas não são iguais, e porque elas estão em diferentes lugares no “mapa musical”, da mesma forma como as cidades.

UTILIDADE: TOM E SEMITOM


Basicamente, utilizamos os termos tom e semitom para: medir ou identificar a distância entre notas.
A partir do momento que você conseguir entender isso, será muito mais fácil compreender os intervalos musicais.
No mais, seria esse o conceito e a funcionalidade por trás do tom e semitom.
Agora, vamos começar a tratar sobre o assunto, com uma visão mais técnica e musical!
“Ah teoria, que coisa chata…”
Não tem problema você pensar dessa forma, até porque você não é o único. 😀
Porém, não pense nisso como algo chato e cansativo, e sim como uma porta que você está prestes a abrir e descobrir um novo Mundo.
Pensar que com a teoria, você vai evoluir musicalmente e transformar a sua vida daqui pra frente. PODE ACREDITAR!

O QUE É NECESSÁRIO SABER?

O que é necessário saber?

Para conseguir aplicar a ideia de tom e semitom sem muita dificuldade, é preciso entender a escala cromática!

Mas fique tranquilo, isso é apenas um termo para algo super simples, que você até já conhece.
A escala cromática nada mais é que todas as 12 notas do teclado!
Todas as teclas brancas (7 notas) somadas com as teclas pretas (5 notas), resultam na escala cromática.
teclas do teclado
Colocando todas as notas em ordem, uma ao lado da outra, temos:

dó – dó# – ré – ré# – mi – fá – fá# – sol – sol# – lá – lá# – si 

Depois da nota si recomeça o ciclo das notas na nota e assim por diante!
Esta é a escala cromática, qual vai nos ajudar a compreender melhor a utilidade e a função do tom e semitom.
Considere a escala cromática como aquele item que você leva para tudo quanto é lugar, como um smartphone, por exemplo.
Eu, por exemplo, carrego minha carteira pra todo lado. Não posso esquecer ela, se não a situação complica… E pra você, o que é indispensável quando você sai de casa?
Musicalmente falando, a escala cromática possui essa função.
Ela também segue uma ordem de intervalos de semitons, e você já vai entender como isso funciona!

SEMITOM

o que é semitom?
Já que eu citei anteriormente o termo semitom, que tal nós estudarmos sobre ele primeiro?
Antes de mais nada, quero deixar claro aqui que semitom ou meio tom possuem o mesmo significado.
Você vai encontrar em diversos lugares, essas duas linguagens de comunicação.
Agora, vamos lá! 😉
Em uma frase, podemos dizer que:

O semitom é a menor distância entre duas notas.

Podemos relacionar essa “menor distância” com aquelas casas conjugadas, as quais são praticamente grudadas umas as outras.
Veja na imagem:
casas conjugadas
Pense na primeira casa sendo a nota dó. Ao lado dessa casa, existe uma outra, do vizinho, sendo ela a próxima nota: dó sustenido.
Agora pense um pouco: entre essas duas casas há espaço para uma terceira casa? Com toda certeza NÃO!
O mesmo acontece com as notas. Entre a nota dó e a nota dó sustenido não tem espaço para outra nota.
dó e dó sustenido
Então, dizemos que entre duas notas vizinhas temos a distância de um semitom.
No teclado, essa distância menor vai caminhar de tecla em tecla, sendo elas brancas e pretas.
Por exemplo, a nota dó é uma tecla branca e a próxima é uma tecla preta, sendo ela dó sustenido.
Eu quero fazer com que você entenda que essas teclas são vizinhas, ou seja, a distância entre elas é de um semitom.
“Ah Raquel, mas isso acontece só quando envolve uma tecla branca e uma tecla preta?”
Não, isso não pode ser usado como regra pra definir um semitom.
Vou te mostrar o porque!

SEMITOM: TECLAS

Se nós pensarmos na nota mi, sabemos que ela é uma tecla branca. Depois dela, qual cor de tecla nós temos?
Uma outra branca, correto?!
Mesmo assim, elas continuam sendo vizinhas, não é mesmo?
Entre elas não existe outra tecla então, se elas são vizinhas, consequentemente a distância equivale a um semitom.
O piano/teclado é o melhor exemplo de instrumento, formado por uma ordem de intervalos de semitom! 
O violão é um outro exemplo de instrumento que segue essa sequência de semitons.
Vou te mostrar abaixo, alguns exemplos de semitons e até destacar em negrito os que mais costumam confundir.

  • Dó# – Ré
  • Mi – Fá (duas teclas brancas)
  • Sol – Sol#
  • Ré# – Mi
  • Si – Dó (duas teclas brancas)

É muito comum a confusão no caso desses dois grupos de notas representadas por teclas brancas, por isso fique sempre muito atento!
Para representar o termo, utilizamos a abreviação ST para semitom.
No geral, seria isso. Estamos conversados sobre semitom?
Recapitulando: semitom é a menor distância entre duas notas!

Aprenda piano sem sair de casa, em apenas 30 dias…

Veja como isso é possível clicando aqui

TOM

o que é tom?
Após entender o que é semitom, fica muito mais tranquilo entender o que é tom.
Podemos definir tom, como:

soma de dois semitons (ST + ST = TOM)

Para abreviação de tom, usamos a letra “t” maiúscula: T
Faz sentido isso pra você?
Por exemplo, entre as notas dó e dó sustenido, temos um semitom.
Entre as notas dó sustenido e ré, outro semitom.
Somando esses dois exemplos, nós temos um tom completo, iniciando na nota dó até a nota ré. 
Basicamente, esse é o esquema que você precisa ter bem compreendido na sua mente:

  • 2 semitons = 1 tom
  • 4 semitons = 2 tons
  • 5 semitons = 2 tons e meio

Vamos pensar novamente nas 12 notas:

dó – dó# – ré – ré# – mi – fá – fá# – sol – sol# – lá – lá# – si

Analisando as notas, tenho duas perguntas para fazer a você:

  • Qual é a distância entre dó e ré? 
  • Qual é a distância entre fá# e sol#?

As duas perguntas podem ser respondidas de duas formas: um tom ou dois semitons
Quando estudei a primeira vez sobre esse conteúdo, pensei muito em encontrar uma maneira mais fácil e rápida para estudar, e vou te contar o processo que eu criei.

COMO ESTUDAR TOM E SEMITOM

estudar tom e semitom

  • PS.1: O que estou prestes a revelar é pessoal, então esta foi a maneira que eu encontrei de associar mais rápido.
  • PS2: Minha ideia é acrescentar no seu estudo, pode ser que precise desenvolver uma maneira própria de encontrar o tom, mas tenho confiança de que não vai precisar fazer isto! 😉
  • PS3: Use e abuse deste macete! Agora ele é nosso!


Eu penso da seguinte forma, em relação a tom e semitom:

  • Quando quero me referir a um tom, sempre vou ter uma nota no meio.

Vou explicar isso de uma forma mais prática, para que você consiga compreender!
Por exemplo: entre as notas ré e mi, há alguma nota dividindo-as?
Se a resposta for sim, perfeito: você tem um tom diante de você.
Agora, se entre duas teclas você não tiver nenhuma divisória, você terá então um semitom.
Veja no teclado como as notas ré e mi aparecem:
ré e mi
Existe alguma tecla separando essas duas notas? Não!
É assim que você pode analisar a existência de tom ou semitom.
O que eu acho muito engraçado é que nós tentamos encontrar um padrão pra tudo, mas nem sempre isso é possível.
Isso acontece com as notas mi e fá!
mi e fá
Nós temos entre essas duas notas um semitom. Para ter um tom completo, ao invés da nota fá deveria ser o fá sustenido.
Veja na imagem:
mi e fá sustenido
Caso você ainda tenha dificuldade em diferenciar tom e semitom, listei pra você alguns dos grupos de notas que mais confundem:

  • Dó# – Ré#
  • Mi – Fá#
  • Si – Dó#
  • Ré# – 
  • Lá# – 

SOMANDO TONS E SEMITONS

somando tons e semitons
Agora que já temos em mente o que significa cada termo, chegou a hora de estudarmos através da matemática.
Então, calculadora e lápis nas mãos, e vamos lá!

  • PS 1: Procure a fórmula de bhaskara para continuar a leitura.
  • PS 2: É brincadeira! 😀 Vamos apenas somar.

Veja as notas dó e sol, representadas no teclado abaixo:

A pergunta é a seguinte: Qual a distância entre as notas dó e sol?
“Nossa é muito longe! Por onde eu começo? Você não falou nada sobre isso Raquel”
Calma, vamos aos poucos, passo a passo!
O primeiro passo a ser dado é partir da nota dó até a nota ré.
Fazendo isso nós vamos ter a distância de um tom entre as notas.
Agora, vamos da nota ré até a nota mi. A distância entre elas também é de um tom.
Partindo da nota mi até a próxima tecla branca (nota fá), temos um semitom de distância.
Da nota fá até a nota sol, mais um semitom!
Somando tudo, nós temos:

  • TOM + TOM + SEMITOM + TOM = 3 TONS e 1 SEMITOM (3 tons e meio)

tabela tom e semitom
Você percebeu como fica mais fácil quando dividimos a nossa conta em partes?

POR QUE ESTUDAR COM TOM E JERRY?

estudando com tom e jerry
Estamos nos aproximando ao final do artigo e, caso você não tenha notado, ainda não explicamos o porque de estudar com a ajuda do tom e jerry.
Na verdade, utilizamos esses dois personagens para facilitar o estudo.
Mas, se você já assistiu o desenho, sabe que eles possuem muitas diferenças entre si, porém sempre estão juntos.
O tom e semitom são exatamente assim!
Eles são totalmente diferentes porém sempre caminham juntos, até mesmo na própria nomenclatura.
E também, quando pensei em tom (música) lembrei do desenho e por isso quis colocar. haha 😀

CONCLUINDO

concluindo tom e semitom
Ufa, que bom que você conseguiu chegar até aqui!
Eu poderia dizer que nós finalizamos o assunto, porém na música sempre existe mais para estudar, então não perca nenhum conteúdo que vamos estar disponibilizando aqui no Aprenda Piano!
Antes de ir gostaria de recomendar pra você a nossa transformação musical em apenas 30 dias.
Nosso Método M30 tem transformado a vida de milhares de pessoas em todo o Mundo. Para saber mais, clique aqui.
Agora é com você. Hora de dar continuidade aos estudos!
Abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo