O que é timbre?

O que é timbre?
O que significa o termo timbre?
Se você está envolvido com o mundo das teclas (ou com música em geral) já deve ter ouvido alguém falando sobre timbre. Desde os meus primeiros passos na música, lá no início da década de 90, eu escuto essa palavra com frequência. Uma das frases mais comuns que eu ouvia era:

“Esse timbre de piano é diferente desse outro aqui.”

Quando eu ouvia a palavra timbre, não compreendia direito o significado. Mas, de uma forma ou de outra, imaginava que o sentido estava ligado ao som. Com o tempo fui aprendendo mais profundamente sobre isso.
Se você ainda tem dúvidas sobre o significado do termo timbre, eu vou elucida-lo nesse artigo aqui do Aprenda Piano.

O que é timbre?

Em uma definição bem abrangente, timbre é conjunto de particularidades dos sons.
Cada som possui uma série de peculiaridades, muitas características que os tornam únicos. Essas características, por vezes bem marcantes, que nos ajudam a diferenciar os sons.
Como assim?
Certamente, você consegue diferenciar uma buzina de caminhão de um passarinho cantando. Você também consegue identificar as vozes de cada um dos seus familiares. Isso ocorre porque o formato das ondas sonoras são diferentes.
Timbre onda sonora
Ondas sonoras?
Cada som que você escuta é uma onda sonora. Pelo fato dos sons terem suas ondas com formato diferente é que é possível diferenciar uns dos outros. É isso que permite que você ouça dois sons na mesma nota musical e ainda assim consiga diferencia-los. Se você fechar os olhos e pedir para dois amigos seus cantarem a nota dó, será fácil identificar quem é quem. Isso ocorre porque cada um de seus amigos possui seu timbre próprio, ou seja, características específicas e marcantes.
Então, mesmo que dois sons tenham a mesma frequência, intensidade e altura, nós conseguimos diferencia-los porque eles provavelmente são duas ondas sonoras completamente diferentes.

Identificando os timbres

Com o tempo, você pode ir apurando seu ouvido para identificar os timbres com uma precisão cada vez maior. Em outro artigo aqui do site, eu falo sobre como você pode aprender a tirar músicas de ouvido. Vale a pena a leitura.
Os timbres são diferentes mesmo para dois instrumentos iguais. Por exemplo, se você tem dois pianos de cauda, eles terão timbres diferentes. Se eles são de marcas e modelos diferentes, as características serão ainda mais distintas. O timbre instrumental faz com que consigamos fazer essa distinção.
Mas como isso é possível para dois pianos iguais, de mesma marca e modelo? Não deveriam eles ter o mesmo timbre?
Perceba que os timbres se tornam diferentes por diversos fatores. Por exemplo, a idade e a frequência de uso de cada piano poderiam tornar seus timbres levemente diferentes. A temperatura do ambiente, que afeta os materiais que constituem o piano, poderia tornar os timbres ainda mais distintos. Interessante, não?
Quando falamos de instrumentos distintos, aí as diferenças são gritantes. Não tem nem como se confundir. Isso ocorre simplesmente porque os instrumentos são completamente diferentes em sua produção, o que vai gerar timbres bem peculiares e característicos.
A voz humana é produzida pela vibração da laringe com as cordas vocais. Imagine uma pessoa como se fosse um instrumento musical. As pessoas possuem o tamanho da boca diferente. O formato das cavidades são diferentes. A força pulmonar é diferente. A idade é diferente. Tudo isso produzirá timbres característicos.
Nesse sentido, uma pessoa não se diferenciaria muito de um instrumento musical.
Timbres
Lembra da frase que eu citei no início do artigo?
Esse tipo de situação é muito comum no meio musical. Entre outras, você vai ouvir frases como essa:

“Ah, eu não gostei muito desse som de piano!”

Na verdade, o que a pessoa está querendo dizer é que o timbre não lhe agradou.
O mesmo ocorre quando você não gosta da voz de uma pessoa. Se quiser avisa-la com mais elegância, você poderia dizer:

“Não gostei muito do timbre da sua voz.”

PS. Acho melhor guardar essa informação para você 😉
Como já falei, com o tempo (e com a experiência musical), você conseguirá treinar seu ouvido tão bem que conseguirá identificar cada instrumento musical tocado em uma orquestra, por exemplo.
Na maioria das vezes, identificar timbres parecidos é questão de muita prática e experiência.
O importante é continuar estudando.
Recomendo que você conheça nossos cursos online e materiais educativos.
Até mais!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

PARTICIPE DO MEU GRUPO EXCLUSIVO NO TELEGRAM​

Clique abaixo para estudar comigo e receber os avisos das aulas diretamente no seu Telegram.