Acordes Meio Diminuto: O 7º acorde do campo harmônico

Acordes Meio Diminuto: O 7º acorde do campo harmônico
Fala tecladista! Tudo bem? Aqui quem fala é o Augusto Canarin, do Aprenda Piano, e hoje é dia de estudarmos sobre acordes mais profissionais que todo músico precisa saber, os acordes meio diminuto.
De uma forma ou de outra, uma hora você irá precisar renovar a sua mente com conteúdos, e se aprofundar em novos assuntos musicais.
Você com certeza já ouviu falar, em algum momento, dos acordes diminuto.
Mas e os meio diminuto, o que seriam? Qual a diferença entre esses dois tipos de acordes? Como eu utilizo eles no meu dia a dia?
Essas são as dúvidas mais frequentes quando o assunto é sobre os acordes meio diminuto, mas fique tranquilo pois iremos respondê-las ao longo desse artigo.
Recomendo que você preste bastante atenção em cada tópico e em cada frase, pois meu objetivo é fazer você aprender de uma forma muito clara e objetiva.
Além disso, vou tentar utilizar o maior número possível de exemplos para que nenhuma dúvida permaneça com você.
Então é isso, pronto para começar? Vamos juntos aprender! 😀

O QUE É O ACORDE MEIO DIMINUTO?

Também conhecido como acorde semi diminuto, esse acorde é, em um contexto geral:

  • Um acorde menor, com sétima menor e quinta bemol.

Talvez você nunca tenha visto um acorde como esse antes, ou melhor, nunca tenha se dado conta que “ele era ele”.
Volte ao título desse artigo e veja se você nota alguma coisa familiar!
Notou algo?
Se você não se deu conta, o título se refere ao meio diminuto como o sétimo acorde (7º grau) do campo harmônico maior.
Todo músico já estudou a respeito do campo harmônico, só que assim como eu, muitos paravam no 6º acorde e não davam continuidade.
Veja o exemplo com o campo harmônico maior de dó:

C – Dm – Em – F – G – Am – Bm7(b5)

O acorde meio diminuto nesse caso, é o Bm7(b5).
Desmembrando o acorde, conseguimos fazer uma prova real das regras mostradas sobre ele:

  • Acorde menor – Bm
  • Sétima menor – 7
  • Quinta bemol – b5

O acorde meio diminuto tem fama sim de ser um acorde difícil, complicado e que deixa os músicos com medo.
Mas na verdade, depois que você entende como ele funciona, é muito tranquilo.

MONTANDO O ACORDE MEIO DIMINUTO

Assim como um quebra cabeça, o acorde meio diminuto é formado por algumas peças, as quais na música são chamadas de notas.
Esse é acorde construído a partir de um intervalo de: 3ª menor, 5ª bemol e 7ª menor.
O intervalo é o mesmo que uma distância.
Por exemplo, de uma cidade a outra nós temos uma certa distância divida em quilômetros (km).
Já entre uma nota e outra nós também temos uma distância, porém divida em tom e semitom.
Então, partindo da fundamental (tônica), nós temos como distância entre as notas:

  • Fundamental – 3ª menor (1 tom e meio)
  • Fundamental – 5ª bemol (3 tons)
  • Fundamental – 7ª menor (5 tons)

Se fossemos montar um quadro para mensurar a distância entre as notas de um acorde diminuto, seria assim:
acordes meio diminuto

  • Fundamental – 3ª menor (1 tom e meio)
  • 3ª menor – 5ª bemol (1 tom e meio)
  • 5ª bemol – 7ª menor (2 tons)

SIMBOLOGIA DO ACORDE MEIO DIMINUTO

acorde meio diminuto é representado por meio de um símbolo acompanhando a letra do acorde.
No acorde diminuto, o símbolo é uma “bolinha acima do acorde”: Cº/Dº.
Já no acorde meio diminuto, para diferenciar, é uma bolinha porém ela está cortada. Veja:

É assim que o acorde aparecerá nas cifras, com “uma bolinha cortada ao meio”.
A bolinha cortada é igual a: m7(b5)
Acredito que seja muito melhor falar, por exemplo, dó meio diminuto ao invés de dó menor com sétima menor e quinta bemol.

LISTA: 12 ACORDES MEIO DIMINUTO

Nesse próximo tópico você verá, direto no piano, os 12 acordes meio diminuto.
Os acordes irão passar por todas as tonalidades, e em todos estão sendo usadas tétrades (4 notas).
Dó meio diminutoDó sustenido meio diminutoDó sustenido meio diminutoRé meio diminutoRé sustenido meio diminutoMi meio diminutoFá meio diminutoFá sustenido meio diminutoFá sustenido meio diminutoSol meio diminutoSol sustenido meio diminutoSol sustenido meio diminutoLá meio diminutoLá sustenido meio diminuto
Si meio diminuto

ACORDES: MEIO DIMINUTO X DIMINUTO

A primeira diferença que conseguimos perceber logo de cara, está relacionada ao intervalo entre as notas (distância).
Nos acordes diminuto, a distância entre todas as notas é de 1 tom e meio.
Já nos acordes meio diminuto a distância muda para 2 tons entre as duas últimas notas.
Essa é a diferença visual, ou seja, aquela que conseguimos notar apenas analisando a posição das notas.
Agora se analisarmos de forma mais técnica, temos que a sétima é o que muda um acorde diminuto para um meio diminuto.
No acorde diminuto a sétima também é diminuta, porém no acorde meio diminuto, a sétima é menor.

LISTA: NOTAS DE CADA ACORDE

Para finalizar a parte técnica de todo o conteúdo, separei para você uma lista completa com todas as notas de cada acorde, dessa vez em forma de lista.
Através dela tenho certeza que será quase impossível você ficar com alguma dúvida na hora de executar os acordes meio diminuto.
Observe a lista:

FINALIZANDO

O que você achou dos acordes meio diminuto?  Muito mais fácil do que você imaginava, não é?
Nós músicos, temos tendência a não querer estudar assuntos que parecem complicados quando na verdade nada é tão complicado assim.
Recomendo que você conheça os nossos cursos online e todos os nossos materiais educativos, para enriquecer ainda mais os seus conhecimentos musicais.
Então, por hoje é isso! Espero você logo em breve, em um próximo conteúdo.
Forte abraço e bons estudos,
Augusto Canarin

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

PARTICIPE DO MEU GRUPO EXCLUSIVO NO TELEGRAM​

Clique abaixo para estudar comigo e receber os avisos das aulas diretamente no seu Telegram.