A história por trás da Música Popular Brasileira

A história por trás da Música Popular Brasileira
Fala, Tecladista! Tudo certo por aí? Aqui é o Heitor Carvalho, para falar sobre a história da Música Popular Brasileira (MPB).
Agora que já entendemos as diferenças existentes entre ritmo, estilo e gênero, podemos nos aprofundar em cada um deles.
Vamos começar pelo gênero e sua diversidade de opções.

MPB ou MPM?

A música popular brasileira como conhecemos teve sua origem como um gênero musical brasileiro em 1966.
Gênero esse que uniu dois movimentos, o da Bossa Nova, mais precisamente da 2ª geração e o do movimento folclórico, que lutava pela fidelidade e valorização a arte raíz.
Essa união aconteceu em função do Golpe de 1964, que mexeu no Brasil como um todo.
Assim, a MPB acabou se tornando uma bandeira, que visava defender os interesses do brasileiro através de manifestações culturais e afins.
A denominação música popular brasileira, já era usada antes mesmo do gênero nascer em si, mas sem uma estrutura definida.
Um exemplo disso, é o livro lançado em 1945, por Oneyda Alvarenga, com o nome música popular brasileira, que trazia a comparação entre MPB e manifestações culturais, como o bumba-meu-boi.
Então nos meados do ano de 1960, a MPB começou a se estruturar de verdade, mas ainda não como a conhecemos hoje em dia.
Ela nasceu como música popular moderna, no caso, MPM.
A música popular moderna se diferenciava da bossa nova, do samba, moda e marchinha, porém aproveitava algumas características desses gêneros.
Como a suavidade da bossa nova e as tradições regionalistas presentes no samba e na marchinha, além de outros elementos.
Uma das primeiras músicas que ficou marcada como MPM foi Arrastão, uma composição de Vínicius de Moraes e Edu Lobo.
A canção foi interpretada por Elis Regina, que venceu o Festival de Música Popular Brasileira, em 1965.
Assim aos poucos outras canções do gênero iam surgindo, gênero esse que foi se desenvolvendo e em 1970 mudou de MPM para MPB, usando o nome de música popular brasileira.

Música Popular Brasileira

O 1º Festival de Música Popular Brasileira foi a porta de entrada para a MPB se firmar no cenário nacional.
Por isso sempre que se fala em MPB, é impossível não lembrar dos nomes de Vinicius de Moraes e Elis Regina.
Um fator determinante para o sucesso da música popular, foi o seu público na época, que eram estudantes e intelectuais.
Assim a MPB ficou conhecida como a música das universidades.

Como ela se tornou a música das universidades?

Através de músicas que passavam conteúdos!
A provida disso é que por anos artistas da MPB sofreram com a repressão governamental, em função da ditadura militar.
Além de chamar atenção dos estudantes e intelectuais em função da mensagem transmitida, a qualidade rítmica das canções também despertava interesse em quem ouvisse.
Então aos poucos dentro da MPB era possível ouvir ritmos que remetiam rock, ao samba e até ao funk.
Novos artistas foram surgindo e com eles novos sucessos, tanto que muito dos álbuns que se encontram na lista dos dos 100 melhores álbuns brasileiros da Rolling Stone Brasil, são do gênero de MPB.
Estamos falando de artistas que fizerem história dentro do cenário da música e da cultura brasileira, como Geraldo Vandré, Chico Buarque, Gilberto Gil, Jorge Ben Jor, Tim Maia e Caetano Veloso.

MPB atualmente

A MPB segue fazendo sucesso, tanto que tratamos em outro artigo que a MPB é o 2º gênero músical mais ouvido no Brasil, perdendo apenas para o sertanejo.
Além do sucesso de cantores já conhecidos, como os citados anteriormente, novas vozes surgem diariamente e mantém a MPB “atualizada”.
E essas novas vozes pertencem a Marisa Monte, Adriana Calcanhoto, Djavan e Marcelo Camelo, além de outros artistas.

Concluindo

Com esse conteúdo buscamos passar os dados existentes sobre a MPB e futuramente faremos isso com outros gêneros musicais.
Ah, e melhor ainda, se você se interessou pela Música Popular Brasileira e quer ir para a prática tocar suas músicas favoritas, clique aqui!
Gostou da ideia? Então conheça nosso método que te ensina a tocar piano em 30 dias, o Método M30.

Outra coisa, aproveitando a oportunidade, indico para você nosso material com 100 Músicas Populares para Piano.

Um forte abraço e até mais!
Heitor Carvalho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Semana do Teclado

O passo a passo para a realização do
seu sonho de tocar teclado em 30 dias