Melhore sua sonoridade com esses 3 arpejos

TECNICA DO ARPEJO
Fala tecladista! Tudo bem? Aqui é o Augusto Canarin, do Aprenda Piano, para mais um artigo.
Hoje vamos desenolver nossa sonoridade através de 3 arpejos. 😉
Você com certeza já ouviu falar em arpejos, mas talvez não saiba o que significa ou nunca praticou.
Por isso então, que vamos te dar uma boa noção sobre esse assunto e te passar alguns exercícios para desenvolver essa técnica.
O arpejo, pra que você entenda com mais clareza, é um movimento onde você executa um acorde ou melodia, tocando uma nota após a outra.
Você nunca faz arpejos quando simplesmente “bate” o acorde. Esse tipo de método deve acontecer conforme a regra de uma nota por vez.

Visualizando os arpejos

Para que você entenda na prática como funciona vamos te dar alguns exemplos envolvendo escalas maiores e acordes.
Acorde de Si menor (Bm)

  • Formado pelas notas: si – ré – fá#


Tocando essa três notas juntas, temos o Acorde de Bm.
Tocando uma nota após a outra, temos o Arpejo de Bm.
Essa técnica é a mais utilizada por pianistas e tecladistas do mundo inteiro. Além de dar uma harmonia muito bonita na música, ela exige agilidade com as mãos e com isso muito mais profissionalismo.
Pode-se executar arpejos também, com as próprias escalas. Esse exercício é desenvolvido muito quando inicia-se a tocar teclado.
Inclusive, faz parte de umas das aulas do nosso Método M30 – Sua1ª música em 30 dias.
Imagine agora a Escala de Ré maior completando uma oitava:

 
Execute um arpejo nessa escala tocando uma nota após a outra.
Utilize a sequência de dedos
Mão Direita: 1 – 2 – 3 – 1 – 2 – 3 – 4 – 5
Mão Esquerda: 5 – 4 – 3 – 2 – 1 – 3 – 2 – 1
Esse exercício além de servir para decorar as escalas, ajuda muito na mobilidade dos dedos, e quando feito com as duas mãos, na sua equalização.
É importante sempre que você aprender um novo exercício, praticar com as duas mãos justamente por essa questão de equalizar as forças.

Para praticar

Agora que você já sabe o arpejo com a Escala de Ré, faça também em todas as outras escalas inclusive nas menores.
Para que você possa desenvolver ainda mais arpejos, acompanhe o próximo exercício.
Exemplo com Acorde de Lá maior (A):
Temos que a formação de todos os acordes se dá pela ordem: 1 – 3 – 5 de notas pertencentes à escala.
O Acorde de Lá é formado então por: Lá (A) – Dó sustenido (C#) – Mi (E).
Acrescente em todos os acordes maiores a sua sétima maior, no nosso caso é o Sol sustenido (G#).
Finalize o arpejo na própria nota fundamental seguinte, sendo assim o próximo .
Arpejo: lá – dó# – mi – sol# – lá

Numeração dos dedos

Mão Direita:
1 – 2 – 3 – 4 – 1 (ida)
1 – 4 – 3 – 2 – 1 (volta)
Mão Esquerda:
5 – 3 – 2 – 1 – 2 (ida)
2 – 1 – 2 – 3 – 5 (volta)

Para finalizar

Pratique arpejos todos os dias e dentro de uma semana você já sentirá uma grande diferença tanto em velocidade com as mãos, quanto a própria força.
Temos muitos conteúdos assim diariamente em nossos artigos.
Fique por dentro imediatamente de tudo que acontece no universo do aprenda piano assinando nossa lista de lista de e-mails e nosso canal no Youtube.
Forte Abraço!
Augusto Canarin

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

PARTICIPE DO MEU GRUPO EXCLUSIVO NO TELEGRAM​

Clique abaixo para estudar comigo e receber os avisos das aulas diretamente no seu Telegram.