Escala Pentatônica Menor: A melhor carta na manga

Escala Pentatônica Menor: A melhor carta na manga

Fala tecladista! Hoje quero falar sobre uma incrível “carta na manga” que eu guardo para usar em momentos especiais quando estou improvisando sobre acordes menores.

Na verdade não é apenas uma carta na manga, mas uma espécie de “bengala” que posso utilizar quando falta criatividade ou quando dá um “branco” na hora da execução de uma harmonia mais complexa.

Você também pode chamar essa escala de:

  • Salva-vidas.
  • Luz no fim do túnel.
  • Suspiro de alívio.

Por quê?

Simplesmente porque você dificilmente conseguirá errar um solo ou improvisação sobre um acorde menor se você usar a Escala Pentatônica Menor.

Não há nota a ser evitada. Basta executar todas as notas da escala livremente.

Faça o teste agora se puder.

Pegue qualquer sequência de acordes menores e improvise com as respectivas escalas pentatônicas menores.


Formação da Escala Pentatônica Menor

A formação dessa escala é bem simples. É só pegar os seguintes graus:

1 – 3 – 4 – 5 – 7 – 8

PS: O 8° grau é a mesma nota que o 1° grau mas em outra região, dando a sensação de conclusão. 
No caso do Dó seria:

Dó – Mib – Fá – Sol – Sib – Dó

Utilize em acordes como:
Cm, Cm7, Cm6, Cm7/9 entre outros.


Escala Pentatônica Menor: 12 tonalidades

escalas-pentatonicas-menores-12-tons

Espero que você tenha gostado.

Se gostou, deixe um comentário compartilhando sua experiência.

Deus abençoe,
Ramon Tessmann

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo