Como tocar uma música com as duas mãos

Como tocar uma música com as duas mãos
Fala tecladista! Tudo certo? Aqui quem fala é o Augusto Canarin, do Aprenda Piano, e hoje vou te ajudar a realizar seu sonho de tocar uma música com as duas mãos.
Mas antes de estudar aquilo que é preciso pra já sair tocando utilizando as duas mãos, você precisa se perguntar se já conhece pelo menos um pouco de piano ou teclado.
Caso você ainda não saiba nada sobre o instrumento e sobre música, recomendo que você acesse o nosso curso para iniciantes: Método M30.
Método M30
Agora, você que está aqui, tenho certeza que já tem alguma noção de música, então chegou a hora de aprender mais ainda!
Você está preparado para depois de finalizar a leitura desse artigo, poder tocar uma música com as duas mãos? Está preparado para impressionar seus familiares e amigos?
Embarque nessa com a gente! 😀

O QUE VOU APRENDER?

Se você pensou que fosse aprender somente como tocar uma música, sinto lhe dizer que você estava enganado. Você vai aprender muito mais do que isso!
Além da meta final de tocar uma música com as duas mãos, você vai ganhar alguns bônus para o seu próprio desenvolvimento musical.
Assuntos que serão abordados nesse manual:

  1. Numeração dos dedos
  2. Soltando os dedos e as mãos
  3. Escalas
  4. Acordes
  5. Leitura de cifras
  6. Tocar uma música com as duas mãos

Agora você não tem desculpa para aprender. Mãos a obra.. ou melhor, mãos ao teclado!

#1 – NUMERAÇÃO DOS DEDOS

Para praticar qualquer exercício que vamos ensinar e até mesmo para tocar uma música, você precisa ao menos conhecer os números usados para os dedos das mãos.
Essa é a numeração que cada dedo recebe pra que seja mais fácil o entendimento. Veja:
Numeração dos dedos

#2 – SOLTANDO OS DEDOS E AS MÃOS

Antes de iniciar qualquer processo e já sair tocando, é extremamente importante cuidar das “ferramentas do nosso corpo” da melhor forma possível.
Quando me refiro a “soltar” dedos e mãos, é o mesmo que acostumar, desprender e aquecer os seus membros através de técnicas.
Os dedos e as mãos de todo tecladista são fundamentais para um ótimo desenvolvimento de qualquer música.
O que adiantaria você ter vários conhecimentos mas ter seus dedos travados? Ou não ter suas mãos trabalhando juntas?
A resposta é: Não adiantaria NADA!
Você precisa ter os seus dedos muito bem aquecidos e suas mãos equalizadas para que a música seja a mais perfeita possível.
Para que isso aconteça e você possa pular para a próxima etapa, vou te ensinar um exercício, tanto de aquecimento para os dedos quanto para as mãos.

EXERCÍCIO DE MOBILIDADE

O exercício é um pouco difícil no início mas vai ajudar muito você a “desprender” os dedos e acostumar suas mãos com o teclado.
O mesmo exercício deve ser feito tanto com a mão esquerda, quanto com direita. Não se preocupe em fazer com as duas mãos juntas agora, tudo bem?
Acompanhe o exercício:
Exercício de mobilidade
Mão Direita: 1 – 2 – 3 – 1 – 2 – 3 – 5
Mão Esquerda: 5 – 3 – 2 – 1 – 4 – 2 – 1
Pratique esse exercício até que seus dedos e suas mãos estejam bem aquecidos.
Vamos em frente!

#3 – ESCALAS

Depois de aprender a numeração dos dedos e praticar um exercício de aquecimento para soltar as mãos, chegou a hora de aprender sobre dois temas muito importantes na música.
Para tocar e improvisar em qualquer música, as escalas e os acordes são os principais conteúdos a serem estudados.
Então, sem mais delongas, vamos aprender sobre eles!

ESCALAS: 12 TONALIDADES

Quando se fala a respeito de escalas, a mais famosa dentre elas é a escala maior.
A escala maior é uma progressão de notas, existente em todas as 12 tonalidades do piano.
Para montar os próprios acordes que vem logo em sequência você vai precisar ao menos conhecer quais são elas e como elas se formam.
Formação das escalas maiores:
As Escalas são um conjunto de 7 notas com um padrão de intervalos já designado, e que finaliza sempre com a nota inicial seguinte, completando assim então 8 notas.
A sequência das escalas maiores seque essa regra:

Tom – Tom – Semitom – Tom – Tom – Tom – Semitom

Veja todas as escalas maiores, todas bem explicadas para você:
Escala de Dó: dó – ré – mi – fá – sol – lá- si – dó
Escala de Ré: ré – mi – fá# – sol – lá – si – dó# – ré
Escala de Mi: mi – fá# – sol# – lá – si – dó# – ré# – mi
Escala de Fá: fá – sol – lá – lá# – dó – ré – mi – fá
Escala de Sol: sol – lá – si – dó – ré – mi – fá# – sol
Escala de Lá: lá – si – dó# – ré – mi – fá# – sol# – lá
Escala de Si: si – dó# – ré# –  mi – fá# – sol# – lá# – si
Escala de Dó#: dó# – ré# – mi# – fá# – sol# – lá# – si# – dó#
Escala de Mib:  mib– fá – sol – láb – sib – dó – ré – mib
Escala de Fá#: fá# – sol# – lá# – si – dó# – ré# – mi# – fá#
Escala de Sol#: sol# – lá# – si# – dó# – ré# – mi# – fáX – sol#
Escala de Lá#: sib – dó – ré – ré# – fá – sol – lá – sib

#4 – ACORDES

Os acordes maiores e menores podem ser explicados como um grupo de notas que formam a base de qualquer música.
Depois de aprender sobre esses acordes, fica muito fácil tocar vários tipos de canções.
Ao todo, são 24 acordes, sendo eles 12 maiores e 12 menores.
Para formar esses acordes é muito fácil, basta utilizar aquilo que você aprendeu sobre escalas.
Vamos primeiro então aprender sobre os maiores e logo em sequência sobre os menores.

ACORDES MAIORES

Para formar um acorde maior você utiliza a seguinte estrutura:

1º Grau – 3º Grau– 5º Grau

Pegue como exemplo a Escala de Fá maior e construa o seu acorde:

– sol –  – sib – ré – mi

1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6 – 7

Destacamos as três notas que formam o Acorde de Fá maior, e são elas:

fá – lá – dó

Todos os acordes maiores serão formados assim: primeiraterceira e quinta nota dentro de cada escala.
Acompanhe a lista dos acordes maiores:
Dó maior (C)
Dó maior
Dó sustenido maior (C#)

 
Ré maior (D)

Ré sustenido maior (D#)

Mi maior (E)
Mi maior
Fá maior (F)
Fá maior
Fá sustenido maior (F#)
Fá sustenido maior
Sol maior (G)
Sol maior
Sol sustenido maior (G#)

Lá maior (A)
Lá maior
Lá sustenido maior (A#)

Si maior (B)
Si maior

ACORDES MENORES

Da mesma forma que os acordes maiores, os menores são formados a partir de uma regra.
Essa regra é quase a mesma que a anterior, o único detalhe que muda é em relação ao 3º grau do acorde.
O 3º grau que forma o acorde menor ele é sempre meio tom a menos que do acorde maior.
Vamos usar também a Escala de Fá maior para exemplificar:

fá – – dó (acorde maior)

Para formar o acorde menor basta pegar o 3º grau (lá) e diminuir meio tom:

fá – láb – dó (acorde menor)

Os acordes menores sempre serão formados assim: primeiraterceira menorquinta nota.
Acompanhe a lista dos acordes menores:
Dó menor (Cm)

Dó sustenido menor (C#m)

Ré menor (Dm)
Ré menor
Ré sustenido menor (D#m)

Mi menor (Em)

Fá menor (Fm)

Fá sustenido menor (F#m)

Sol menor (Gm)

Sol sustenido menor (G#m)
Sol sustenido menor
Lá menor (Am)
Lá menor
Lá sustenido menor (A#m)

Si menor (Bm)
Si menor

#5 – LEITURA DE CIFRAS

A cifra é a leitura universal de todo tipo de música, mais até que a partitura.
Para aprender a ler cifras, você precisa se atentar a duas coisas:

  1. Quais são os símbolos?
  2. Posição de cada um deles

SÍMBOLOS

Para auxiliar na leitura musical, foi criada uma simbologia.
Veja como funciona os símbolos e os números, para depois utilizar e tocar suas músicas:
Acordes
C – dó
D – ré
E – mi
F – fá
G – sol
A – lá
B – si
Extensões
# – sustenido
b – bemol
º ou dim – diminuto
+ – aumentado
alt – alterado (quinta)
m – menor
maj7 ou 7M – acorde sétima maior
7m – acorde com sétima menor
4 – acorde com quarta
sus4 – acorde com terça suspensa e quarta adicionada
6 – acorde com sexta
9 – acorde com nona
13 – acorde com décima terceira
Agora que você sabe como é e como funciona os símbolos através de cifras, para tocar é muito simples.
Quando você ver algum símbolo, por exemplo, dó com sétima maior (C7M), você irá tocar ele exatamente na sílaba da palavra a qual ele está em cima.
A posição correta para tocar cada acorde será sempre na palavra onde ele estiver representado!

#6 – TOCAR UMA MÚSICA COM AS DUAS MÃOS

A parte que você tanto esperava chegou, FINALMENTE!
Depois de aprender uma série de conteúdos importantes para enfim chegar até aqui, é hora de tocar uma música utilizando as duas mãos.
Eu não vou enrolar e nem ficar falando coisas desnecessárias porque tudo o que era preciso eu te ensinar e falar, já foi feito.
Para tocar uma música com as duas mãos, você vai precisar:

  1. Saber os acordes da música
  2. Tocar

Simples, não é?
Como eu não sei a música que você gosta ou vai querer tocar, vou te passar uma progressão de 4 acordes muito simples:

D – G – Bm – A

Agora você pode estar se perguntando:

O que eu faço agora com a mão direita e com a mão esquerda?

Vamos por partes!

Com a mão direita você vai executar os acordes com três notas, ensinado no tópico #4.

Já com a mão esquerda, serão as mesmas notas porém sem aquele 3º grau, portanto serão apenas duas notas na mão esquerda.

Com isso você já sabe o que precisa para tocar uma música com as duas mãos.

A disposição dos dedos será da seguinte forma:

Acorde na mão direita: 1 – 3 – 5
Acorde na mão esquerda: 5 – 1
O exemplo dos 4 acordes citados acima ficará assim, com as duas mãos diretamente no piano/teclado:
Ré Maior (D)
Ré maior - Duas mãos
Sol maior (G)
Sol maior - Duas mãos
Si menor (Bm)
Si menor - Duas mãos
Lá maior (A)
Lá maior - Duas mãos

FINALIZANDO

Tudo de mais importante para você tocar uma música com as duas mãos está bem aqui!
Espero que eu tenha lhe ajudado e que a partir de agora você desenvolva cada vez mais essa habilidade.
Persista nos seus estudos e conte com a gente.
Forte abraço e Deus abençoe!
Augusto Canarin

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo