Aprenda a improvisar de maneira fácil!

Aprenda a improvisar de maneira fácil!
Fala tecladista! Tudo bem com você? Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para mais um artigo e hoje vim determinada a te ensinar a improvisar de maneira fácil.
Com certeza improvisar é uma meta no seu aprendizado e hoje é o primeiro dia do resto da sua vida de improviso!
Não fique com medo, não desanime! Eu sei o quanto é difícil entender e achar conteúdo que te faça sair do nível que você está.
Então por isso te garanto que este artigo é o primeiro passo de uma grande e linda jornada. Vamos começar! 😉

O que é preciso saber?

São duas coisas que você precisa saber, ESCALAR MAIOR e INVERSÃO DE ACORDE.
Vamos relembrar bem rápido, mas caso ainda tenha dúvida com relação as escalas maiores, leia o artigo: Conheça de uma vez por todas as Escalas Maiores.

#Escala Maior

Bom, para formar a escala maior vamos seguir uma ordem de intervalos que será:

TOM – TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Através desses intervalos vamos encontrar a escala maior de qualquer nota.
Como exemplo vamos usar a nota Dó.
Se começarmos no Dó e aplicar estes intervalos, encontraremos as notas dessa escala.
Como nosso foco não é apenas a escala, vou mostrar ela já pronta.

Dó – Ré – Mi – Fá – Sol – Lá – Si

No teclado:
dó1ré1mi1fá1sol1lá1si1
O segundo assunto que precisamos entender é inversão de acorde, caso você ainda não sabe o que é ou precisa fixar este assunto, te aconselho a ler o artigo: Acorde Invertido: Mude sua forma de tocar.

#Inversão de Acorde

Em um acorde temos três notas e podemos tocá-las de maneiras diferentes, fazendo assim a inversão.
O acorde em estado fundamental é o acorde em sua forma inicial.
Usaremos o Am como exemplo, veja o estado fundamental dele:
lá1dó2mi2
Ao mudar a ordem das notas para: Dó – Mi – Lá, eu faço a primeira inversão do acorde.
No teclado fica assim:
dó1mi1lá1
Mudando novamente a ordem das notas para: Mi – Lá – Dó, se forma a segunda inversão deste acorde.
mi1lá1dó2
Então temos três formas de fazer o acorde, o estado fundamental, a primeira inversão e a segunda inversão.
Mais um exemplo para fixar, só que agora com o acorde de G.
Estado Fundamental:
sol1si1ré2
Primeira Inversão:
si1ré2sol2
Segunda Inversão:
ré1sol1si1

#Progressão 1 – 2 – 6 – 5

Como base para nosso improviso vamos usar acordes do campo harmônico de Dó maior, com os graus 1 – 2 – 6 – 5.
Dentro do campo harmônico os acordes ficariam assim:

C  –  Dm  –  Am  –  G

Aqui vamos inverter alguns acordes, neste caso apenas o Am e o G.
Os acordes de C e Dm ficarão em estado fundamental, veja como ficam respectivamente:
dó1mi1sol1
ré1fá1lá1
No acorde de Am vamos usar a primeira inversão, começando pelo Dó. Observe:
dó1mi1lá1
Para finalizar o acorde de G, ele vai ficar na segunda inversão, concluindo os acordes da nossa progressão.
ré1sol1si1
Assim é possível perceber que se tocam quatro acordes sem se quer precisar sair de uma oitava.
Quando terminar de tocar o acorde de Sol maior é só voltar para Dó maior no estado fundamental e refazer o mesmo caminho.

Mãos no teclado!

Chegou a hora de improvisar!
Qual a dica? Improvisar com as notas de dentro do acorde!
Nosso primeiro acorde é o C, observe que ao fazer o acorde temos notas da escala que sobram entre o Dó e o Sol.
Olhe no acorde, temos Dó – Mi – Sol os acordes que sobram neste caso são Ré e Fá.
dómisol
Sim, temos outras notas ( Dó#, Ré# e Fá#), mas vamos pensar apenas nas notas da escala de Dó.
e são as únicas notas que fazem parte da escala.
Então essas notas você pode e deve usar no seu improviso! Brinque com essas notas ao tocar o acorde de Dó maior.
A mesma coisa dá pra fazer nos outros acordes, mas sempre pensando na escala maior de Dó!
No Dm teremos o Mi e o Sol disponível para improvisar, observe:
réfálá
No Am na primeira inversão teremos três notas, será o , o e o Sol. Olhe no teclado:
dómilá
E por fim no G na segunda inversão vamos ter disponível as notas Mi, e . Veja como fica:
résolsi
Pensar em poucas notas, neste caso as notas que estão dentro do acorde tona mais fácil de visualizar as notas que podemos usar para improvisar.
Então brinque com essa notas, toque de todas as maneiras, comece a se soltar e veja os sons incríveis que podem ser produzidos!

Concluindo

CRIATIVIDADE e FOCO é o que vai precisar na hora que estiver estudando.
Tire tempo para estudar seu improviso, não pense que vai chegar na hora de tocar e sair tudo como um toque de mágica, NÃO!
Tenha tempo de qualidade para estudar e não perca o foco!
Se sente a necessidade de ir além, atingir um nível mais alto de musicalidade, conheça o curso Piano Prime e tenha execuções extraordinárias.
Um forte abraço e até mais!
Raquel Xavier

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Participe da

Semana do Teclado

O passo a passo para a realização do
seu sonho de tocar teclado em 30 dias