Acorde diminuto na prática

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Fala tecladista! Tudo bem certo? Aqui é a Professora Raquel e hoje eu quero te ensinar um jeito muito fácil para você encontrar o acorde diminuto.

O acorde diminuto é muito temido pelo músico quando ele começa a aprender, além de exigir muito da sua mão, ele possui uma sonoridade não muito agradável.

Porém, é um acorde, que se você souber desenvolver muito bem, poderá usá-lo em qualquer estilo musical, dando um ar mais elegante e profissional para sua música.

Nós do aprenda piano, além de te ensinar a teoria, mostraremos um macete muito poderoso e infalível, solucionando o seu medo de uma vez por todas sobre o Acorde Diminuto! 


Entendendo o acorde diminuto

Esse acorde tem como formação a seguinte sequência montada pelos graus musicais:

1 – 3b – 5b –  7bb

1: Primeiro grau ou nota principal
3b: Terceiro grau menor
5b: Quinto grau menor
7bb: Sétimo grau diminuto

A letra “b” significa bemol que quer dizer um grau menor.

Veja também, que usamos quatro notas para montar o acorde diminuto.

Isso tudo deve ter complicado ainda mais a sua vida não é mesmo?

Veja então, um exemplo prático com o acorde de Dó diminuto, utilizando o esquema acima:

Dó (C) – Mi bemol (Eb) – Sol bemol (Gb) – Si dobrado bemol (Bbb)

Acompanhe o desenho da montagem do Acorde de Dó diminuto:

Você deve estar se perguntando: “Mas da onde que isso surgiu? Como eu monto isso?

Não precisa se desesperar, pois daqui a pouco tudo vai ficar muito tranquilo.

Pense agora, na Escala Natural de Dó maior:


Montando o acorde

A primeira nota do nosso acorde será o primeiro grau, que no nosso caso é o .

Agora, você irá pegar o 3º grau, que no nosso exemplo é o Mi e diminuir um semitom, ficando assim com o Mib.

Na mesma linha de raciocínio, pegue o quinto grau (Sol) e diminua um semitom, resultando em Solb.

E por fim, pegue o sétimo grau ou a sétima maior, e ao invés de diminuir um semitom, você irá diminuir um tom, gerando a nota Sibb,a qual tem a mesma sonoridade da nota lá.

Com toda certeza, agora muita coisa se esclareceu pra você, não é verdade?

Mas ainda sim, é um pouco complicado montar isso e pensar em tudo rapidamente quando se está tocando.

É por isso que temos um pequeno e simples macete que vai salvar a sua vida.


Macete – Aprenda Teclado

Como já vimos, utiliza-se de 4 notas para formar um Acorde Diminuto. Com isso então, pense em QUALQUER nota no piano.

Vamos supor que você pensou na nota Sol (G). Pegue o primeiro grau que escolheu, no caso Sol (G) e conte partindo de Sol, 4 notas.

A próxima nota fará parte do seu acorde diminuto. Veja:

Temos que a nota Lá# é a quarta nota partindo de Sol, certo? Então agora você irá fazer o mesmo com as duas notas que faltam para completar nosso acorde.

Conte partindo do Lá# mais 4 notas e depois que você achou a terceira, conte partindo dela mais 4 notas e assim você finaliza o Acorde de Sol diminuto, ficando assim:

Para um Acorde Diminuto, temos um símbolo utilizado nas cifras para determinar o acorde.

O símbolo é esse ao lado: “º“. 

Exemplo: A#º


CONCLUINDO

Acompanhe a aula para entender melhor, e receber mais uma dica importantíssima para que você consiga montar o acorde diminuto de uma maneira simples e fácil.

Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.

Bons estudos e um forte abraço,
Raquel Xavier

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do vídeo? Deixe seu comentário abaixo

PARTICIPE DO MEU GRUPO EXCLUSIVO NO TELEGRAM​

Clique abaixo para estudar comigo e receber os avisos das aulas diretamente no seu Telegram.